Pesquisa demonstra os benefícios da gratidão.

Coração com a palavra Thanks
Photo by Marcus Wöckel

Estamos chegando o fim do ano e muitas pessoas se reunirão com familiares e amigos para comemorar o ano que termina e saudar o ano que começa. Essa época do ano também é momento de agradecer.

Existe uma extensa literatura científica que demonstra o poder da gratidão. Por exemplo, pesquisadores da Universidade de Berkeley conduziram uma revisão abrangente sobre o tema. 

Eles analisaram como a gratidão promove o bem-estar e, além disso, examinaram atividade terapêuticas que tentam alcançar resultados positivos promovendo momentos de agradecimento.

Os autores perceberam que, embora possamos nos sentir gratos por eventos específicos, a gratidão também pode ser vista como uma forma de perceber e apreciar o lado positivo do mundo. Uma verdadeira atitude de reconhecimento as coisas boas do mundo.

A gratidão te protege

Algumas pessoas são mais propensas que outras a perceber e apreciar o lado positivo da vida. Essa atitude parece proteger as pessoas dos sofrimentos psicológico.

O estudo citado acima mostrou que a gratidão está inversamente relacionada à depressão. Ou seja, quanto mais grata a pessoa é menos ela é deprimida.

Uma atitude de “gratidão” reduz também o risco de distúrbios, como depressão maior, transtorno de ansiedade generalizada (TAG) e abuso de drogas. Também ajuda as pessoas a se adaptarem a eventos traumáticos da vida e suas consequências. Ou seja, existe uma relação positiva entre gratidão e sentimentos de bem-estar.

Será então, que as pessoas deprimidas tendem a agradecer menos?

Para responder a essa pergunta, os cientistas desenvolveram programas de intervenção para promover sentimentos positivos. Os pesquisadores de Berkeley revisaram 12 estudos que tinham atividades do tipo:

mulher sentada escrevendo em um caderno
  • Faça uma lista diária de razões para agradecer
  • Pense ou escreva sobre gratidão 
  • Escreva um agradecimento a alguém

As descobertas foram bem interessantes. Esses projetos que promovem gratidão, resultaram em aumentos estatisticamente significativos de emoções positivas e diminuição de preocupações e emoções negativas. 

Um estudo com adolescentes até encontrou um aumento na satisfação com a escola após um projeto baseado na gratidão. É claro que mais pesquisas precisam ser feitas, mas com base nessa revisão, podemos dizer que ser grato melhora o bem-estar geral.

Será então, que as pessoas deprimidas tendem a agradecer menos? A resposta é sim.

Exercite sua gratidão

Um dos exercícios analisados é a lista da gratidão. Esse exercício é bem simples e você pode fazer hoje mesmo. Basta listar de 3 a 5 coisas pelas quais você é grata(o) antes de ir para a cama. Essa tarefa diária irá te ajudar a combater a depressão e a ansiedade.

Outro bom exercício é aproveitar as festas de fim de ano e incentivar sua família e amigos a fazer um agradecimento a uma pessoa ou situação vivida durante o ano. Portanto vale a pena fazer uma pausa para agradecer pelo que temos e pelo que somos.

Um abraço, Psicólogo Luiz Cezar

CLIQUE AQUI E MARQUE UMA CONSULTA 

P.S. Veja esse vídeo e saiba o que acontece no cérebro quando a gente sente gratidão:

https://www.youtube.com/watch?v=kMNxjgGwA44

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *